pt |

2022-07-20

Foram apresentados, a 5 de julho, alguns resultados de boas práticas desenvolvidas por empresas e organizações que responderam ao Compromisso Verde Lisboa, numa sessão que decorreu no Espaço Monasanto.
Partilham na construção desta visão para 2020-2030 de Lisboa - uma cidade + sustentável - 260 entidades, que o vereador Diogo Moura quer alargar a mais stakeholders da cidade. "Com base no que já construímos e aprendemos, em conjunto, queremos caminhar para uma plataforma que designaremos de Lisboa + Sustentável e alargar a outras entidades e organizações, escolas e universidades.

Lisboa quer cumprir as metas de sustentabilidade definidas em compromissos internacionais sem esquecer as metas municipais. A cidade participa na missão europeia das 100 cidades inteligentes e climaticamente neutrais até 2030, o que faz de Lisboa um centro de experimentação nesta área, no sentido de ser um exemplo de boas práticas para outras cidades.

A Câmara de Lisboa aposta na implementação de medidas e projetos abrangentes que acelerem não só a transição energética, a neutralidade carbónica, na expansão da sustentabilidade das energias renováveis, na adaptação climática, na prática ambiental e na salvaguarda dos ecossitemas.

O programa Lisboa Solar é um bom exemplo que o Município de Lisboa quer cumprir a médio prazo: a colocação de painéis fotovoltaicos no topo dos edifícios municipais.